Nova reforma tributária: Os impactos no setor industrial

Saiba como a Nova Reforma Tributária pode afetar o setor industrial e descubra estratégias de planejamento tributário para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades decorrentes da reforma. 

Aprovada pela Câmara dos Deputados no último dia 7 de julho, a Nova Reforma Tributária tem o objetivo de simplificar a cobrança de impostos no Brasil. Com mudanças significativas para empresas e profissionais liberais, a reforma traz em sua primeira fase a proposta de substituir cinco tributos por dois Impostos sobre Valor Agregado (IVAs), com gestões compartilhadas entre União, estados e municípios.  

Neste artigo, vamos analisar e explicar os principais impactos da Nova Reforma Tributária no setor industrial, destacando as mudanças propostas na legislação tributária que podem afetar as indústrias e as possíveis consequências e desafios para o setor. 

[Artigo]: Como a contabilidade pode otimizar a gestão de estoque em empresas de importação e exportação

Simplificação tributária e benefícios para empreendedores

Uma das principais promessas da Reforma Tributária é a simplificação do sistema tributário, que atualmente é complexo e oneroso para os contribuintes e para a Administração Fazendária e o Judiciário. Com a redução do número de tributos, espera-se que os empreendedores gastem menos tempo e dinheiro para cumprir suas obrigações fiscais.  

Além disso, a reforma propõe o fim da “bitributação”, permitindo que empresas deduzam o imposto pago em etapas anteriores da cadeia produtiva. Essa mudança pode atrair até mesmo os pequenos empreendedores, que poderão optar por deixar o Simples Nacional e aderir ao IVA, buscando não apenas simplificação, mas também maior competitividade. 

[Artigo]: Proatividade na busca por respostas na era da internet

Impactos no setor industrial e a extensão da carga tributária

Do ponto de vista da indústria, a Reforma Tributária pode trazer impactos significativos, principalmente no que se refere à carga tributária. Setores com cadeia produtiva mais longa, como a indústria, devem se beneficiar, uma vez que a reforma prevê o fim do imposto cumulativo, permitindo que as empresas descontem o imposto pago em cada etapa de produção. Isso pode resultar em uma redução dos custos de produção para a indústria, tornando-a mais competitiva. 

Por outro lado, as prestadoras de serviços devem enfrentar um aumento considerável da carga tributária, especialmente aquelas com cadeia produtiva curta e que não poderão tomar créditos do maior insumo, que é a mão-de-obra assalariada. Os serviços prestados a pessoas físicas também podem ser impactados, pois elas não terão a possibilidade de se beneficiar dos créditos decorrentes dos serviços consumidos.  

A possível tributação dos dividendos, como cogitado na reforma, também pode agravar o aumento da carga tributária para os setores de serviços, representando um desafio para o setor que é o maior empregador no país

[Artigo]: O papel da contabilidade na conformidade de multinacionais com regulamentações fiscais

Planejamento tributário para mitigar impactos e aproveitar oportunidades

Diante das mudanças propostas pela Nova Reforma Tributária, o setor industrial precisará se preparar para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades decorrentes da reforma. Para isso, o planejamento tributário se torna essencial, permitindo que as empresas identifiquem estratégias para mitigar possíveis impactos negativos e se beneficiar das mudanças no sistema tributário.  

A análise detalhada das alíquotas, a busca por incentivos fiscais e a adequação do regime tributário são medidas importantes que podem auxiliar as indústrias a se adaptarem às novas regras e garantirem sua competitividade no mercado. 

[Artigo]: Desafios da Exportação e Importação no Brasil

Setor de produção com uma nova cara

A Nova Reforma Tributária traz mudanças significativas para o setor industrial, com possíveis impactos na carga tributária e na competitividade das empresas. Embora a simplificação seja uma promessa, é preciso considerar os desafios que podem surgir durante a transição e os ajustes necessários ao longo do período de implantação da reforma.  

Nesse contexto, o planejamento tributário assume um papel crucial, auxiliando as indústrias a se prepararem para as mudanças e a adotarem estratégias que as coloquem em posição de vantagem no novo cenário tributário.  

Para obter orientações personalizadas e adequadas à realidade de cada empresa, é recomendado buscar o auxílio de um escritório de contabilidade experiente, que ofereça serviços de planejamento tributário e consultoria contábil para auxiliar as indústrias a enfrentarem os desafios da Reforma Tributária e a prosperarem em meio às oportunidades que surgirão. 

Se precisar contar com uma assessoria contábil experiente, capaz de fornecer as melhores estratégias para sua empresa melhorar a performance financeira, conheça agora as soluções da CLM Controller.

Faça um Upgrade Financeiro:

Fale com a gente!

WHATSAPP CHAT

Planilha de Cálculo

Lucro Presumido

BAIXE GRÁTIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − 2 =

Ao continuar, você concorda que este site usa cookies apenas para fins estatísticos e funções que aprimoram sua navegação, sem rastreamento pessoal.