Gestão contábil na importação: 3 erros que devem ser evitados

A gestão contábil é parte essencial do trabalho diário de uma empresa e reflete diretamente no seu desempenho. Uma administração ineficiente compromete os resultados e atrasa o crescimento do negócio.

Quando falamos em empresas de importação, o trabalho da contabilidade é ainda mais relevante, visto que existem mais questões burocráticas a serem observadas pelos profissionais que realizam esse trabalho.

A rotina administrativa da contabilidade para importação exige experiência e especialização para evitar erros que são muito comuns e fáceis de serem cometidos.

A seguir, nós falamos sobre 3 erros que devem ser evitados na gestão contábil de importadoras e damos dicas importantes para uma gestão contábil eficiente e assertiva.

[Artigo]: O papel de um CFO em uma empresa de comércio exterior

1 – Desconhecimento da tributação

Todas as empresas, independente do ramo de atuação ou do porte, possuem tributos a serem pagos. A contabilidade é quem faz o levantamento, cálculo e providencia o pagamento dos valores mensalmente.

Conhecer quais são os tributos que incidem sobre o negócio é de suma importância, pois erros no pagamento podem gerar problemas com o Fisco e comprometer a atividade da empresa.

Quando falamos em empresas de importação, o assunto é ainda mais sério. Afinal, envolve a comercialização entre países e uma série de tributos.

Além de garantir que todos eles sejam quitados, quando a empresa conta com um profissional experiente e com conhecimento na área, ela pode se beneficiar com a redução da carga tributária, isenções e outras vantagens.

Um bom exemplo é a isenção do Imposto de Importação e da Contribuição de PIS e COFINS quando são destinados ao exterior. Além disso, é possível a requisição de desoneração tributária para importação de máquinas e equipamentos, do ICMS na importação de mercadorias feitas nos portos e aeroportos.

Visto isso, podemos entender que o conhecimento da tributação está entre os fatores mais importantes para garantir o desempenho das empresas de importação. Dessa forma, a avaliação da qualificação técnica dos profissionais que atuam na contabilidade é primordial para uma gestão eficiente.

[Artigo]: Roubo ou furto de mercadoria durante o transporte, ICMS e IPI destacados na nota fiscal

Planilha

Modelo de Invoice

BAIXE GRÁTIS

 

2 – Não controlar custos e despesas

Quando a empresa de importação desconhece seu preço como Base de Valor terá grande dificuldade em avaliar o custo de aquisição de bens e insumos necessários à sua produção, o que pode comprometer a lucratividade do negócio.

Para evitar isso, é necessário manter um bom controle de custos e despesas, a fim de agregar valor no preço de revenda, de forma que ele seja justo e garanta a rentabilidade esperada.

[Artigo]: A importância do planejamento estratégico para empresas de comércio exterior

3 – Falta de precisão ao prestar informações contábeis

Quando o assunto são documentos contábeis, o trabalho do contador é de suma importância para evitar erros nas informações e garantir precisão.

Para as importadoras, esse fator é essencial e evita o risco de não comprovar movimentações, problema que pode acarretar em sonegação fiscal com prejuízos imensos para a organização.

A documentação das importadoras deve seguir com exatidão as exigências dos órgãos fiscalizadores. Alguns exemplos são:

  • Invoice ou fatura comercial, documento que tem a mesma função de uma Nota Fiscal, utilizado nas transações internacionais. Deve ser devidamente preenchido com todas as descrições necessárias para formalizar a transferência e propriedade do bem importado;
  • Fatura pró-forma, documento emitido pelo importador com a descrição do que está sendo comercializado. Este documento é necessário para a emissão da Licença de Importação (LI) e para o pagamento;
  • Declaração de Impostos com informações fiscais, cambiais, comerciais, tributárias e estatísticas sobre o bem importado. A transação é processada via Siscomex;
  • Romaneio (Packing List), emitido pelo exportador para instrução de embarque e desembarque aduaneiro.

[Artigo]: Regulamentações e incentivos fiscais para empresários estrangeiros no Brasil

Conclusão 

Evitar esses erros na gestão contábil é essencial para empresas envolvidas no comércio exterior. Aprendendo com os exemplos reais de outras organizações, é possível fortalecer a gestão contábil, garantindo operações eficientes e conformidade legal. Fique atualizado sobre as melhores práticas e regulamentações em constante evolução para posicionar sua empresa para o sucesso sustentável no comércio internacional.

Se precisar contar com uma assessoria contábil experiente, capaz de fornecer as melhores estratégias para sua empresa melhorar a performance financeira, conheça agora as soluções da CLM Controller.

Comércio Exterior

  Conteúdo com materiais grátis!

ACESSE

Faça um Upgrade Financeiro:

Fale com a gente!

WHATSAPP CHAT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 3 =

Ao continuar, você concorda que este site usa cookies apenas para fins estatísticos e funções que aprimoram sua navegação, sem rastreamento pessoal.