Veja a seguir 8 perguntas e respostas sobre NFS-e Modelo 21

 

As mudanças tributárias e fiscais no Brasil frequentemente geram insegurança e dúvidas entre empresários e contadores. Com a implementação da NFS-e Modelo 21 e NFS-e Modelo 22 (Nota Fiscal de Serviços de Telecomunicações Modelo 21 e Nota Fiscal de Serviços de Comunicação 22), não foi diferente. Neste artigo, vamos abordar as principais questões sobre esses modelos de notas e como o UNO ERP oferece soluções para essa demanda crescente.

 

 

Clique no banner abaixo e veja o vídeo sobre essa matéria.

 

capa de video do youtube clique para assistir

 

O que são Notas Fiscais Modelo 21 e 22?

 

A Nota Fiscal Modelo 21 é uma alternativa para veículos de comunicação que desejam faturar serviços como publicidade, telefonia, rádio, televisão e outros meios de comunicação. Essa modalidade é isenta de ISSQN, proporcionando economia aos usuários. No entanto, sua utilização é limitada, uma vez que a maioria dos sistemas financeiros não a suporta, já que são sistemas genéricos.

Por outro lado, a Nota Fiscal Modelo 22 é um documento fiscal eletrônico amplamente utilizado por empresas de telefonia para registrar transações na área de telecomunicações. Diferentemente do modelo 55, os modelos 21 e 22 são emitidos em via única de forma eletrônica, sem a necessidade do DANFE. Além disso, não possuem o arquivo XML, comum à maioria das outras notas fiscais.

Adicionalmente, tanto o modelo 21 quanto o 22 têm seus formatos de texto disponibilizados pela Sefaz em um layout específico. Vale ressaltar que essas notas não exigem Certificado Digital durante sua emissão; somente na transmissão do arquivo à Sefaz é que o certificado se torna necessário.

 

[Leia mais sobre]: Assessoria contábil para empresas de telecom

 

O que mudou no Modelo 21/22 de nota?

 

A NF Modelo 21/22 substitui a convencional 2ª via emitida por um Documento Digital (NF-e) ao destinatário, que só pode obtê-la quando o emitente disponibilizar as informações das notas emitidas no site do Governo. São notas fiscais sem o DANFE e não possuem XML. Visualmente, foi incluída a frase “Reservado ao Fisco”, seguida do Código de Autenticidade (Hash Code), que garante a autenticidade da nota. Essa mudança visa trazer mais segurança e agilidade ao processo de emissão e consulta das notas fiscais.

 

[Leia mais sobre]: Assessoria contábil para empresas de telefonia

 

Quem é obrigado a emitir esses modelos de Notas?

 

Empresas de comunicação e de telecomunicações são obrigadas a emitir esses modelos de notas, conforme o Convênio de ICMS 115/03, publicado no Diário Oficial da União. Isso inclui emissoras de rádio e televisão, produtoras de conteúdo, empresas de telefonia, provedores de internet, entre outros. É importante ressaltar que existem particularidades em relação à legislação estadual, portanto, é fundamental consultar um profissional especializado para garantir o cumprimento das obrigações fiscais.

 

[Leia mais sobre]: Entendendo os obstáculos tributários no setor de telecomunicações

 

Qual é o processo da Nota Fiscal?

 

As NFS-e dos modelos 21 são emitidas em uma única via, sem a geração de DANFE. Sua validade é garantida pelo código MD5, impresso na nota e posteriormente enviado à Secretaria de Fazenda do Estado. Após a emissão, o arquivo de remessa deve ser encaminhado eletronicamente para a Secretaria de Fazenda, onde será validado. Esse processo permite maior controle e rastreabilidade das operações fiscais.

 

[Leia mais sobre]: Recrutamento e seleção eficiente em empresas de telecom

 

Por que mudou?

 

A mudança visa evitar o uso indevido da NF Modelo 55 para serviços de comunicação. CFOP específicos devem ser utilizados para prestação de serviços de comunicação. Com a adoção dos modelos 21 e 22, fica mais fácil identificar e controlar as operações relacionadas a esse tipo de serviço, garantindo o correto recolhimento dos impostos e a conformidade com a legislação fiscal.

 

[Leia mais sobre]: Desafios regulatórios no setor de telecomunicações

 

O que minha empresa precisa para emitir?

 

Para emitir NFS-e nos modelos 21 e 22, é necessário que a empresa possua CNPJ e certificado digital válido. Além disso, é fundamental cadastrar corretamente os dados do cliente e utilizar um sistema de gestão adequado, como o UNO ERP. O acesso à internet também é indispensável para o envio dos arquivos eletrônicos para validação junto à Secretaria de Fazenda.

 

[Leia mais sobre]: Tributação para provedores de internet

 

Minha empresa do SIMPLES precisa emitir?

 

Sim, se sua empresa tem licença SCM (Serviço de Comunicação Multimídia) ou SVA (Serviço de Valor Adicional), será necessário emitir as NFS-e nos modelos 21 e 22. É importante destacar que, com a adoção desses modelos, não é mais necessário emitir notas distintas para SCM e SVA, pois as notas são geradas eletronicamente de forma conjunta.

 

[Leia mais sobre]: O Simples Nacional é a melhor opção tributária para empresas de tecnologia?

 

O UNO ERP está homologado para emitir esse modelo de nota?

 

Sim, o UNO ERP está 100% homologado para gerar os arquivos eletrônicos necessários para imprimir e registrar as NFS-e MODELO 21. Não há necessidade de registrar a AIDF em muitos estados brasileiros. Além disso, o suporte técnico do UNO ERP está disponível para auxiliar no processo de emissão das notas fiscais de serviço (ISS) e esclarecer dúvidas sobre a legislação fiscal aplicável.

Como especialista em soluções contábeis e fiscais para empresas de telecomunicações, a CLM Controller se destaca por oferecer suporte completo na emissão e gestão das Notas Fiscais de Serviços nos modelos 21 e 22. Com nossa expertise e conhecimento aprofundado das particularidades desse setor, estamos preparados para auxiliar empresas de telecom a garantir o cumprimento das obrigações fiscais, evitando problemas com a legislação tributária.

 

 

Planilha de Cálculo

Lucro Presumido

BAIXE GRÁTIS

Faça um Upgrade Financeiro:

Fale com a gente!

WHATSAPP CHAT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + seis =

Ao continuar, você concorda que este site usa cookies apenas para fins estatísticos e funções que aprimoram sua navegação, sem rastreamento pessoal.